Novos donos querem demolir mansão de Escobar em Miami

Uma mansão na cidade americana de Miami Beach que pertenceu ao narcotraficante colombiano Pablo Escobar será demolida por seu atual dono, que busca dinheiro e joias que possam estar escondidos nas paredes e pisos, segundo disse à AFP.

O fundador e gerente geral da empresa Chicken Kitchen, Christian de Berdouare, e sua esposa, que adquiriram o imóvel em 2014, empreenderam a tarefa de derrubar as divisórias e erguer partes da casa na busca por algum depósito de dinheiro, antes de demolir a mansão, informou a emissora de televisão local “7News”.

Vamos demolir a casa e isto deve levar entre duas e três semanas”, disse Christian de Berdouare na mansão, uma grande construção cor-de-rosa, atualmente bastante deteriorada, mas situada em um exclusivo bairro com uma impressionante vista da baía Biscayne e dos arranha-céus do centro de Miami.

O casal não descarta a possibilidade de encontrar uma surpresa na mansão do fundador do Cartel de Medellín que foi confiscada pelas autoridades americanas no final do anos 1980 e, posteriormente, abandonada por seu proprietário anterior.

De Berdouare, que comprou a casa por US$ 10 milhões, disse à emissora que “muita gente na Colômbia sabia que todos os traficantes de drogas costumavam esconder muito dinheiro em suas casas para seu uso pessoal”.

Poderia ser um corpo, pelo que sabemos, ou pode ser dinheiro, ou talvez ouro e diamantes”, comentou.

Pablo Escobar visitou em algumas ocasiões a casa de Miami Beach, que adquiriu em 1980 por 250.000 dólares em dinheiro vivo. Por anos, houve muita atividade durante a noite, quando entravam e saíam muitas embarcações desde o pier da propriedade, disse De Berdouare.

Escobar, o maior narcotraficante que já houve na Colômbia, foi morto em 2 de dezembro de 1993 sobre um telhado de Medellín, deixando 50.000 vítimas para trás, segundo números da ONG Colômbia com Memória.

O narcotraficante, amo e senhor de Medellín durante mais de uma década até sua morte, possuía várias propriedades nos Estados Unidos que foram desapropriadas.

Como escolher uma impressora laser colorida

O investimento em uma nova impressora deve levar em consideração não somente o custo do dispositivo, mas quanto será gasto em tinta. No mercado, existem dois tipos mais comuns: cartuchos e toners. Os toners são usados em impressoras a laser que, em geral, estão mais presentes em empresas do que em casa, por ser uma impressora mais cara. Porém, em longo prazo, o uso do toner pode ser benéfico.

Hoje em dia existem dezenas, se não centenas, de opções de impressora a laser para se comprar. São diversos fabricantes e cada um deles possui um vasto leque de produtos, cada qual focado em atender uma necessidade de mercado específica.

Nem sempre a melhor marca e modelo é a melhor escolha para você. Caso você faça uma má escolha na hora de sua aquisição você enfrentará alguns pormenores, tais como: altos custos de manutenção e impressão, sua produtividade cairá ao invés de aumentar, problemas de desempenho com as impressões entre outros.

Dicas para escolher melhor a sua impressora

Se você tem interesse em manter uma impressora que seja caseira para pequenos tipos de impressões de última hora ou documentos organizadores, uma impressora que seja mais simples de modelo jato de tinta é a solução. Este tipo de máquina permite uma maior economia com toda a durabilidade de tinta, além de oferecer uma série de vantagens de recarga de tinta na impressora.

Se você busca uma impressora que deve levar em conta todos os fluxos de impressões, é importante se ter o cuidado nos custos por página, como o toner, feito por sua máquina levando em conta uma tinta utilizada onde tem um papel, a energia elétrica, os tempos de impressão, e ainda vários outros fatores.

Uma impressora laser colorida que trabalha com toner é ideal para um número de impressões maiores, isto não é a base de tinta e sim de um toner em pó, se utilizando de um processo de impressão diferenciado através de puras leis de física que poderão se aquecer o papel e transferir o conteúdo do seu documento para a folha em meio aos seus cilindros.

impressora laser color com toner é ideal para quem realiza muitos impressos internos, documentos a serem assinados, encaminhados, escaneados, uma impressora a laser de pequeno porte, mesmo que conte com um toner pequeno solucionam boas necessidades corporativas.

E por isso procure avaliar o seu uso de impressões, dentre os fatores e escolha a impressora correta de toner para as suas necessidades, e seja assim totalmente assertivo em sua compra.

Alguns fatores decisivos na hora de comprar

Resolução

Existem duas resoluções comuns para impressoras: 600 dpi e 1200 dpi. Quanto maior a resolução, mais nítidas serão as impressões. Se você precisa principalmente imprimir documentos de texto, a resolução de 600 dpi é suficiente. Mas, para imprimir imagens e gráficos, as impressoras com resolução 1200 dpi são mais indicadas.

Marcas

Há diversas marcas de impressoras disponíveis no mercado, como HP, Canon, Epson, Samsung, Lexmark, entre outras. Nós sugerimos que você adquira uma marca que ofereça suprimentos, peças e assistência técnica fáceis de encontrar.

Drivers

A maioria das impressoras é vendida juntamente com CDs para a instalação dos drivers necessários para o Windows. Mas, caso você esteja usando um Mac ou o Linux, verifique isso antes de comprar.

Recargas

Aconselhamos a compra de cartuchos originais. Evite fazer recargas com cartuchos remanufaturados, pois eles podem anular a garantia da impressora. Para conhecer alguns modelos de cartuchos originais, clique aqui. Se você quiser usar um cartucho qualquer de um terceiro, verifique antes, no site da fabricante da impressora, as marcas recomendadas.

. Se você quiser usar um cartucho qualquer de um terceiro, verifique antes, no site da fabricante da impressora, as marcas recomendadas.

A cerveja e seus tipos

Antes de começar a falar sobre cerveja, seria interessante defini-la para que não haja dúvidas sobre o que ela é: Cerveja é uma bebida alcoólica carbonatada, produzida através da fermentação de materiais com amido, principalmente cereais maltados como a cevada e o trigo.

Seu preparo inclui água como parte importante do processo e algumas receitas levam ainda lúpulo e fermento, além de outros temperos, como frutas, ervas e outras plantas.

As cervejas são classificadas pelo teor de álcool e extrato, pelo malte ou de acordo com o tipo de fermentação.

São tantos os tipos e subtipos de cerveja que fica difícil, para muita gente, escolher qual ou quais experimentar (sempre com moderação, claro). As conhecidas Pilsen, Ale, Ice, Stout e Bock são apenas algumas das cervejas oferecidas atualmente em bares, restaurantes e festas.

Para não fazer feio na frente do garçom, conheça aqui alguns tipos de cerveja e suas características mais comuns.

Saiba mais a respeito de cada uma delas:

Cervejas de alta fermentação – tipo Ale

De sabor adocicado, encorpado e frutado, a cerveja tipo Ale é produzida a partir de cevada maltada e levedura de fermentação alta. Esse processo, mais antigo, fez com que as Ale fossem as únicas cervejas disponíveis até meados do século 19, época em que surgiu a cerveja de baixa fermentação.

Para experimentar: Brown Ale, IPA e Blond Ale.

Pilsener ou Pilsen

A cerveja do tipo Pilsener ou Pilsen nasceu em Pils, na Tchecoslováquia, em 1842, e é a mais conhecida e consumida no mundo. De sabor delicado, leve, clara e de baixo teor alcoólico (entre 3% e 5%), é também a preferida dos brasileiros.

No Brasil, o consumo da Pilsen – a que mais se adequa ao nosso clima – chega a 98% do total ingerido.

Para experimentar: American Macro Lager, Bohemian Pilsner e Doppelbock.

Stout

Originária da Irlanda, a stout é feita com cevada torrada e possui um sabor que associa o amargo do lúpulo ao adocicado do malte. É elaborada com maltes especiais – escuros – e extrato primitivo de 15%. A fermentação é geralmente alta. Sua cor é escura e seu teor de álcool e extrato são altos.

Para experimentar: Baden Baden Stout, Blondine Volcano Coffe Stout e Guinness Draught.

Bock

A cerveja tipo bock é outra lager de aceitação mundial. É uma cerveja de baixa fermentação e alto teor alcoólico, que varia de 6% a 14%. Originária da cidade de Einbeck, na Alemanha, tem sabor forte e encorpado e sua cor é escura e avermelhada.

Para experimentar: Votus 003 Doppelbock, Therezópolis Rubine Bock e Anchor Bock Beer.

Ice

A cerveja ice nasceu em 1993 no Canadá. É fabricada por meio do “ice process”. Depois de fermentada, sofre um resfriamento à temperaturas abaixo de zero, quando a água se transforma em finos cristais de gelo. No estágio seguinte, esses cristais são retirados e o que permanece é uma cerveja mais forte e refrescante.

Para experimentar: Blue Ice

Estima-se que existam atualmente mais de 20 mil tipos de cervejas no mundo. Pequenas mudanças no processo de fabricação, como diferentes tempos e temperaturas de cozimento, fermentação e maturação, e o uso de outros ingredientes, além dos quatro básicos – água, lúpulo, cevada e malte – são responsáveis por uma variedade muito grande de tipos de cerveja.

Quer fazer sua própria cerveja em casa? Assista ao vídeo abaixo:

Anvisa libera fase 3 de testes da vacina contra dengue

A Anvisa – Agência Nacional de Vigilância Sanitária – está se preparando para liberar a terceira e última fase dos testes da vacina que vem sendo desenvolvida contra a dengue, no Instituto Butantan. Nos próximos dias, a liberação desta vacina já deve ser oficializada, já que documentos recentes sobre os testes foram entregues ao Instituto no início desta semana.

Esta é a última etapa para protocolar o registro da imunização, quando serão avaliadas qualidade, segurança e eficácia do produto.

“Se a vacina se revelar eficiente, será uma grande notícia. Embora ela não traga impacto sobre a grande preocupação em saúde pública neste momento, que é o aumento de casos de microcefalia provavelmente relacionada com a infecção por zika, um imunizante contra dengue eficaz significará um alívio. Uma arma a mais para combater problemas trazidos pelo Aedes aegypti”, disse o presidente da Anvisa, Jarbas Barbosa.

O pedido do Instituto Butantan para iniciar a fase III ocorreu em 10 de abril. A Anvisa disse considerar importante que seja disponibilizada em breve imunização segura e eficaz.

O desenvolvimento desta vacina é resultado de uma parceria entre o Instituto Butantan e os Institutos Nacionais de Saúde dos Estados Unidos (NIH). A vacina é feita com os próprios vírus da dengue, que foram modificados para que a pessoa desenvolva anticorpos contra os quatro sorotipos da dengue sem desenvolver os sintomas relacionados a eles.

Mais de 17 mil pessoas já se candidataram para serem voluntários nos testes que serão iniciados ainda este ano. Estes voluntários receberão a vacina contra a dengue e serão monitorados para que os resultados possam ser analisados. O Hospital das Clínicas em São Paulo é que ficará responsável pela coordenação destes testes, em conjunto com 13 outros centros de testes pelo Brasil.

Entre os voluntários, estão adolescentes e até mesmo crianças, sendo que eles podem ou não já terem tido o vírus da dengue. Iniciado estes testes com os voluntários, espera-se que em até 1 ano esta fase seja concluída e se tudo der certo o registro da vacina é feito junto à Anvisa e o medicamento será distribuído no mercado.

Clique aqui e saiba outros detalhes sobre a liberação do teste da vacina no Brasil.

MÉXICO É O PRIMEIRO PAÍS A REGISTRAR VACINA CONTRA DENGUE

O México aprovou na última quarta-feira (09), uma vacina que será usada contra a dengue e deverá ser usada entre pessoas na faixa etária dos 9 aos 45 anos de idade. A eficácia desta vacina é de 60,8% e é contra os 4 sorotipos da doença.

A vacina contra a dengue do México será em 3 doses e com intervalos de 6 meses. O desenvolvimento deste medicamento durou cerca de 20 anos.

Dicas de cavaquinho para iniciantes

Muitas pessoas tem o sonho de aprender a tocar algum tipo de instrumento, e quando se trata de instrumentos musicais relacionados ao samba, o cavaquinho é um que bate o recorde de pessoas que querem aprender a tocá-lo.

Porém, muitas dessas pessoas com o tempo acabam simplesmente desistindo de aprender a tocar o cavaquinho porque possuem muita dificuldade e acham que não vão conseguir tão cedo aprender a como tocá-lo.

Com ou sem um mestre para lhe ensinar sobre a prática do instrumento, algumas dicas podem ser muito úteis no desenvolvimento de seu aprendizado, colaborando não só com o pleno entendimento sobre o instrumento como com o domínio da arte entre seus dedos, permitindo que você possa explorar o instrumento e desvendar seus mistérios por si mesmo, criando e inovando em seu toque.

Uma das dicas mais importantes para os para tocar cavaquinho, é compreender que pra tudo tem um tempo estipulado e variado.

Exemplo: Uma planta não cresce da noite para o dia isso seria um milagre da natureza. Uma criança não nasce falando, na verdade ela tem um certo tempo para aprender e se desenvolver até compreender o significado das palavras.

O que quero dizer é que se você esta começando agora não tem condições de executar um solo ou tocar um samba ou pagode etc.

4 dicas para aprender a tocar cavaquinho:

Treinar todos os dias

Dizem que tudo o que fazemos todos os dias pode nos levar a perfeição e aprender a tocar qualquer tipo de instrumento requer treino. Não há uma receita de bolo ou uma palavra mágica que eu possa te falar para tocar o cavaquinho, mas sim, te aconselho a treinar todos os dias.

Fazer aulas com profissionais

Muitas pessoas aprendem a tocar instrumentos sozinhos, mas a aula com um profissional de qualidade vai saber te guiar e te ajudar a tocar qualquer instrumento de maneira mais rápida, principalmente o cavaquinho.

Existem uma série de detalhes que muitas vezes não dá para aprender e tocar samba não é uma das coisas mais fáceis do mundo, confira neste artigo.

Dedicação

Tocar um instrumento em tempo recorde precisa de muita dedicação, pois para o cavaquinho em específico não basta apenas uma aula ou pouco tempo de treino, é preciso buscar sempre a motivação e se dedicar.

Estudar as notas

Para tocar este instrumento em um tempo recorde eu te aconselho a estudar as notas. Suas interpretações de notas são muito parecidas com as do violão e quando decoradas fica muito mais fácil de tocá-lo.

Quer aprender mais sobre cavaquinho? Clique aqui.

Tudo o que você precisa saber sobre energéticos

Você passou uma noite toda sem dormir estudando para o vestibular e pela manhã você tem que aguentar a correria de mais um dia no cursinho. Então, que tal aproveitar uma fonte extra de energia, como uma bebida energética bem geladinha? As bebidas energéticas reduzem a sensação de cansaço e sonolência e ajudam o organismo na produção de energia. Por isso, são um sucesso na balada, para quem pratica esportes e também para quem está precisando dar um gás nos estudos.

A maioria das bebidas energéticas concentra uma quantidade de cafeína equivalente a duas xícaras de café, além de um aminoácido chamado taurina, que potencializa o efeito estimulante. Alguns energéticos ainda contêm uma dose razoável de carboidratos e vitaminas do complexo B.

A ação dos energéticos também apresenta efeito rebote para o corpo. Quando consumidas em excesso, as substâncias presentes podem causar ansiedade, agitação, cefaleia e em alguns casos, apresentam grau de toxidade questionável, como a taurina. É necessário consumir corretamente essas bebidas para que não prejudiquem a saúde.

No Brasil, o consumo desse tipo de bebida aumentou mais que 300% entre os anos de 2006 e 2010. Mas será que não tem mesmo problema consumir energéticos? Para esclarecer essa e outras dúvidas, nossa equipe de nutricionistas conta tudo que você precisa saber sobre o produto. Confira:

  • Afinal, o que é que tem nesse tal energético?

Por definição, bebidas energéticas são compostos líquidos prontos para o consumo, sendo estas constituídas de carboidratos, taurina, cafeína, glucoronolactona, inositol e vitaminas do complexo B. Calma, a gente explica.

  • Para que servem estas substâncias?

Cada uma dessas substâncias possuem características particulares, mas, de maneira geral, todas elas têm o mesmo propósito: Gerar energia para o organismo. A cafeína, por exemplo, é uma substância estimulante. Alguns estudos apontam que o seu consumo excessivo pode levar a agitação, insônia, dores de cabeça e até mesmo desconfortos gastrointestinais.

  • Por que muitas pessoas têm consumido?

As bebidas energéticas caíram no gosto de adolescentes e adultos jovens porque, ao ingerir, muitas pessoas se sentem imediatamente com mais energia e disposição momentânea.

  • Faz mal para a saúde?

O consumo excessivo de energéticos pode sim trazer alguns prejuízos à saúde e causa desde náusea, vômito e ansiedade até efeitos colaterais mais sérios como insuficiência renal, arritmias cardíacas e, em casos mais extremos, levar à morte.

  • Quanto posso tomar?

É muito difícil estabelecer uma dose máxima, pois cada produto apresenta uma composição diferente e a quantidade de cafeína, por exemplo, pode mudar significativamente. Além disso, como vimos antes, cada indivíduo responde de uma forma a estas bebidas.

O importante é você saber que os energéticos não são recomendados para pessoas que apresentam algum problema de saúde, especialmente aqueles relacionados à saúde do coração. Se você se enquadra nesse perfil, o ideal é consultar um profissional de saúde para avaliar as condições individualmente.

  • Posso tomar energético ao invés de água para me hidratar?

Não é recomendado utilizar os energéticos com a finalidade de hidratação. Como você tem visto aqui, a água deve ser a principal bebida a ser ingerida ao longo do dia, seguida por água de coco e sucos naturais.

  • Os energéticos são iguais aos isotônicos?

Não! Diferentemente das bebidas energéticas, os isotônicos têm o objetivo de repor a água e os sais minerais que perdemos durante uma atividade física, por exemplo. Trocar um pelo outro pode comprometer a sua saúde e o desempenho de quem não está atento a estas diferenças. Por isso, fique ligado nos rótulos na hora de escolher seus produtos.

  • Vou ter dificuldade para dormir?

É possível que isso aconteça. Como a promessa destas bebidas é dar energia e disposição, elas poderão te deixar mais alerta e atrapalhar seu sono.

  • Por que os energéticos também são chamados de “refrigerante para adultos”? Isso quer dizer que criança não pode tomar?

Apesar de não alcoólicos, os energéticos possuem altas doses de cafeína e de substâncias com nível toxicológico questionável, o que significa que as doses seguras ainda não estão bem estabelecidas. Dessa forma, não é recomendado que crianças consumam energético, já que o organismo dos baixinhos ainda não está preparado para receber e metabolizar doses altas dessas substâncias. Em geral, a cafeína em si já não é recomendada para crianças devido ao seu potencial efeito prejudicial à saúde e ao desenvolvimento.

  • Energético engorda?

Nunca podemos atribuir o ganho de peso a um único alimento, pois o que irá determinar isso é o balanço entre consumo e gasto de energia. No entanto, as bebidas energéticas possuem valor calórico semelhante ao de um refrigerante de cola, por exemplo, e por isso, podem resultar em uma ingestão calórica maior. Um dos mais famosos, o Red Bull, tem 110 calorias. Já o BadBoy 116, o TNT 123 calorias, o Burn 146 calorias e o Monster.

Mitos e verdades sobre caspas

Coceira, irritação no couro cabeludo e descamação são os sintomas mais comuns da dermatite seborreica, mais conhecida como caspa. O problema pode se agravar com o clima seco, estresse, disfunção hormonal, uso de água muito quente, bebida alcoólica e até alimentação rica em açúcares e gorduras.

Apesar de ainda não ter cura, a caspa não é contagiosa e pode afetar homens e mulheres de todas as idades. Todos os dias, as células do couro cabeludo são renovadas, mas o aumento dessa renovação pode irritar o couro cabeludo formando os “flocos brancos” que caracterizam a caspa.

  1. A caspa é uma doença?

Mito – Ao contrário do que maioria pensa, a caspa não é uma doença e não tem nada a ver com a falta de higiene. Ela é um estado do couro cabeludo.

  1. Lavar os cabelos todos os dias provoca caspa?

Mito – Entretanto, a alta temperatura da água pode fragilizar o couro cabeludo e contribuir com o aparecimento da caspa.

  1. Os shampoos anticaspa ressecam os fios?

Mito – Se for um shampoo de qualidade, a resposta é não resseca o cabelo.

  1. Lavar a cabeça mais vezes ao dia ajuda?

Mito – Muito pelo contrário, pode até agravar o problema. O excesso de lavagem pode irritar o couro cabeludo.

  1. Eucalipto auxilia no controle da coceira?

Verdade – O eucalipto é conhecido por ter importantes propriedades anti-inflamatórias e antimicrobianas.

  1. Anticaspa resolve o problema?

Mito – Pessoas com tendência ao aparecimento da caspa devem controlar o problema com o uso contínuo do shampoo.

  1. Caspa ocasiona queda de cabelo?

Verdade –  A caspa atinge diretamente o couro cabeludo e podem acontecer quedas.

  1. Suco de tomate ou de limão no couro cabeludo são medidas caseiras para se tratar a caspa, elas funcionam?

Mito – Essas técnicas não são comprovadas por estudos científicos.

Dicas para ganhar dinheiro com máquinas de sorvetes expresso

Lucrar com máquinas de sorvetes soft ou expresso é perfeitamente possível para pessoas empreendedoras e buscam soluções em negócios fáceis de administrar e com alto potencial de retorno financeiro no curto prazo.

Neste artigo abordarei algumas formas de fazer dinheiro utilizando as máquinas de sorvete onde você pode começar o seu negócio com uma quantidade pequena de recursos obtendo margens de lucros significativas.

VEJA AS VANTAGENS DE COMPRAR UMA MÁQUINA DE SORVETE:

SORVETE SE VENDE À VISTA:

Sorvete expresso é vendido à vista. Diariamente no final do dia você tem no seu caixa o seu lucro líquido.Hoje, a grande maioria dos brasileiro adora saborear um delicioso sorvete soft, um sundae, um Milkshake e também o frozenyogurt que, embora com um custo mais elevado do que os sorvetes tradicionais, são produtos que tem a preferência de consumidores que não abrem mão do sabor e dos benefícios funcionais dos mesmos.

Sorvete vende fácil e o sucesso do seu negócio depende do local que você escolhe para instalar seu ponto de vendas.

PAGAMENTO EM DINHEIRO:

Por ser um produto tão acessível para o consumidor, os pagamentos são sempre feitos em dinheiro. Você vende a vista e dependendo do seu Ponto de Vendas, você pode vender centenas de sorvetes todos os dias, inclusive domingos e feriados.

TREINAMENTO RÁPIDO:

Não tem mistério, o treinamento técnico para operar as máquinas Italianinha e produzir as receitas é bem rápido.

Em poucas horas o usuário está pronto para começar a vender todo o mix de sorvetes produzidos pelas máquinas de sorvete expresso. O Mix de Sorvete e Sobremesas Geladas podem aliar-se ainda como agregado de vendas para vários tipos de empreendimentos.

BAIXO CUSTO:

O sorvete soft ou expresso como é conhecido no Brasil, apresenta para o investidor um custo muito baixo por ser um produto muito simples, que não exige muita mão-de-obra, matéria-prima, tempo e nem detalhes que qualquer outro tipo de produto exija para ser atrativo e muito saboroso.

Outros fatores que facilitam o negócio de sorvetes é a possibilidade de montar seu ponto de vendas em um espaço bem reduzido. A flexibilidade também é muito importante, caso você decida mudar de Ponto de Vendas, basta carregar sua máquina em uma Pick-Up não deixando nada para trás e recomeçando com facilidade no novo local. Feiras e eventos também são muito interessantes para montar quiosques de vendas.

LUCRO ALTO TODOS OS DIAS:

Devido ao preço do sorvete expresso ou soft ser bem baixo, por outro lado, o seu lucro é extremamente alto para o proprietário da máquina de sorvete podendo chegar até a 80% na casquinha e ainda mais em produtos como os sundaes, cascões e milkshakes. Quanto maior valor agregado, maior o seu lucro. Contudo, é possível ter ótimos lucros e manter preço acessível para todos os consumidores.

EXPRESSO E MUITO RÁPIDO:

Como o próprio nome já diz, o sorvete é expresso, rápido. Pode ser servido em locais que não tem estrutura como cadeiras e mesas, pois o consumidor compra o produto e sai caminhando saboreando seu sorvete italiano/soft ou expresso como é mais conhecido.

LOCAL E PONTO DE VENDAS:

A Máquina de Sorvete Expresso pode ser instalada em diversos lugares tais como: Quiosques e lojas em Shoppings, Sorveterias, Lanchonetes, Panificadoras, Lojas de Conveniência, Restaurantes, Praias, Quiosques, Supermercados, Traillers, Feiras e Exposições, Eventos diversos, entre outros. Capriche na escolha do local é o fluxo de pessoas que passam em frente ao seu ponto de vendas que garantem um bom movimento que influi diretamente nas suas vendas.

FEIRAS E EVENTOS:

Se você já é proprietário de uma máquina de fazer sorvete e o local onde ela está instalada tem pouco ou nenhum movimento nos finais de semana, uma opção que pode resultar em ótimos ganhos são os eventos como exposições, feiras, shows e eventos. Estes eventos tem o poder de atrair grandes somas de público em pouco espaço de tempo, e se estiver calor é ainda melhor para otimizar os ganhos e o dinheiro investido no equipamento. Dica: Verifique as condições de energia da região onde o evento vai acontecer e combine com antecedência o local onde pretende fazer a instalação.

COLOQUE A SUA MÁQUINA DE SORVETES EM CONSIGNAÇÃO:

Uma das possibilidades de fazer uma máquina de sorvetes dá retorno pode ser a consignação. Nesta modalidade você pagaria comissões a uma pessoa de confiança para trabalhar com o seu equipamento, assim não pagaria mão de obra e motivaria mais ainda o seu parceiro a atender com qualidade superior e a vender mais.

Dica! Poderá controlar a quantidade vendida contabilizando a matéria prima utilizada caso o equipamento não tenha um contador interno.

A ESCOLHA DO PONTO DE VENDAS:

Em um ponto de venda com média de vendas diária de 300 clientes, tem-se uma média mensal de 9000 (nove mil) sorvetes deixando um lucro médio de 75 a 80%, isso é muito bom! Para adquirir uma máquina de sorvete expresso acesse aqui.

Confira abaixo o possível lucro com as máquinas de sorvete expresso: