Quem precisa fazer passaporte?

agendamento passaporte rjJá dizia o velho ditado “O seguro morreu de velho”, e quando se trata de documentos, toda precaução é pouca.

Falamos isso porque no Brasil, a quantidade de burocracia pode e provavelmente vai atrapalhar muito a sua vida caso as coisas sejam feitas de última hora.

Nessa matéria, iremos esclarecer quem precisa fazer um passaporte, por que fazer e como fazer.

Por isso, continue lendo o artigo até o final!

Quem precisa tirar o passaporte?

Já pensou em estar com aquela viagem maravilhosa marcada e acabar perdendo o voo porque deixou para tirar o passaporte em cima da hora?

Infelizmente, isso não é algo incomum de acontecer, e por isso é importante dar entrada no passaporte o mais rápido possível, mesmo que não exista nenhuma viagem agendada.

Assim você terá mais tempo e resolverá as coisas com mais tranquilidade.

O que é o passaporte?

O passaporte é um documento que atesta a nacionalidade do cidadão em um país estrangeiro, além disso, ele dá ao cidadão de um país, a permissão de cruzar a fronteira de um país estrangeiro.

Sendo assim, quando em solo estrangeiro, o passaporte irá funcionar como uma carteira de nascimento, e é de porte obrigatório.

Além disso, o passaporte é um documento oficial pode ser utilizado no lugar do RG ou CNH para abrir conta em banco, fazer financiamento, entre outros.

Como tirar um passaporte?

Agora que você já sabe para que serve um passaporte, que tal descobrir como solicitar o seu?

Confira o passo a passo que criamos, para que todas as informações fiquem claras!

Fazendo a solicitação

Com os documentos em mão, entre no site da Polícia Federal e preencha o formulário.

Este formulário irá solicitar os seus dados, documentos e outras informações pessoais. O formulário é de fácil preenchimento e não leva muito tempo para ser respondido.

Vale lembrar que todas as informações que constam na solicitação devem ser verdadeiras.

Após confirmar os dados e finalizar o formulário, você terá acesso ao número de protocolo da sua solicitação e a um boleto do Guia de Recolhimento da União (GRU) que deverá ser pago.

Pague o GRU de pagamento

O Guia de Recolhimento da União é uma taxa de emissão no valor de R$ 257,25.

O valor precisa ser pago corretamente, e após a compensação bancária que leva em média 24 horas para ser feita, uma nova função irá surgir para você no site da Polícia Federal.

Agendamento

Assim que o GRU for compensado, no próprio site da Polícia Federal irá surgir uma aba de agendamento de atendimento.

Não é possível seguir para o próximo passo sem antes fazer o agendamento passaporte rj, então tenha em mente que você deverá seguir até o posto da polícia federal no dia e hora marcados, cuidado para não errar.

Será necessário informar o seu CPF, número do protocolo da solicitação e sua data de nascimento, após isso, basta escolher o que for melhor para você, entre os endereços, dias e horários disponíveis.

Etapa final

No dia e hora, compareça ao posto da Polícia Federal escolhido quando fez o seu agendamento.

É necessário levar todos os seus documentos originais, o comprovante de pagamento do GRU, protocolo de solicitação e o comprovante de agendamento.

Apenas crianças com até 3 anos de idade precisam levar uma foto colorida 5×7, fora isso, após ser feito a triagem e os documentos serem conferidos, um policial irá tirar uma foto para constar no passaporte e coletar suas impressões digitais.

O prazo de entrega do passaporte é de até 6 dias úteis, mas você pode acompanhar todo o processo pelo site da Polícia Federal.

Documentos necessários

Ficou na dúvida sobre quais documentos você terá que separar para tirar o passaporte? Então confira a lista abaixo:

  • Documento de identificação com foto
  • Certidão de casamento (Caso tenha mudado de sobrenome)
  • Titulo de eleitor e comprovantes de votação da última eleição ou quitação da multa
  • CPF
  • Quitação de serviço militar obrigatório
  • Certificado de Naturalização (Caso seja naturalizado)
  • Primeiro passaporte (caso não seja o primeiro)
  • Autorização do responsável legal (Para menores de 18 anos)

Como tratar problemas causados pela diabetes em homens

by Labor 0 Comments

A impotência sexual ou disfunção erétil afeta homens de todas as idades e significa a dificuldade em manter ou ter uma ereção dura o suficiente para transar.

Logo, quase todos os homens passa por uma fase dessas durante a vida. Porém os homens com a doença (diabetes) são mais afetados pelo problema.

Isso mesmo, se você tiver diabetes e for homem terá grandes chances de sofrer com problemas de impotência ou disfunção erétil.

Abaixo você pode conferir uma lista de fatores que contribuem para o aumento da impotência sexual (ou disfunção erétil) em pessoas do sexo masculino:

  • Má circulação do sangue;
  • Sensibilidade no pênis;
  • Aterosclerose;
  • Problemas relacionados à ansiedade;
  • Stress e rotina cansativa;
  • Falta de controle na glicemia;

Temos que ressaltar aqui que você pode precisar de acompanhamento de um especialista para tratar o problema de impotência sexual caso sofra de diabetes.

O tratamento com remédios naturais masculinos não é tão eficaz para homens que sofrem com o problema, pois a diabetes pode prejudicar, além da ereção masculina, o coração, nervos e vasos sanguíneos devido a grande quantidade de açúcar no sangue.

O entupimento dos vasos sanguíneos em homens que sofrem com diabetes é comum, graças ao entupimento dos vasos (aterosclerose) por conta de um acúmulo de gordura nas paredes penianas.

Além disso os nervos também são grandes responsáveis por uma ereção dura e duradoura.

A maioria dos homens fica deprimida, triste e estressada ao passar por uma situação de impotência, seja qual for a idade, condição social e estado civil.

É preciso muita coragem para encarar o problema de frente, procurar ajuda e começar a se tratar.

O que é possível fazer para tratar a impotência sexual masculina?

Existem algumas formas de tratar e até mesmo curar problemas de disfunção erétil, impotência sexual e ereção em homens com diabetes.

Na lista abaixo você pode conferir algumas das formas de tratamento mais indicada para você:

  • Ter uma alimentação equilibrada e saudável;
  • Realizar o controle dos níveis de açúcar no sangue;
  • Usar corretamente os medicamentos prescritos pelo seu médico;
  • Fazer exercícios físicos pelo menos 30 minutos por dia (primeiro você precisa conversar com o seu médico para ter mais informações sobre a sua condição física);
  • Realizar exames e acompanhamento periódico com seus médicos;

Caso você tenha percebido sinais de impotência sexual e problemas na hora da transa a recomendação é que você procure um profissional o quanto antes.

Alguns remédios naturais para ereção também podem te ajudar a manter sua vida sexual melhor e mais agitada.

Remédios naturais para impotência

Existem vários remédios naturais como o Androxon Bula, mas se você não associá-los há uma rotina saudável terá problemas da mesma forma.

Os remédios não são a cura definitiva para o seu problema, para agir de maneira correta eles precisam que você pratique exercícios físicos, coma direito e durma bem todas as noites.

Além disso, vale a pena deixar os problemas e o estresse do trabalho fora da cama. Será que você consegue?

Alguns homens ficam depressivos e sentem muita vergonha para procurar qualquer tipo de ajuda. Não seja você mais um nessa triste estatística.

Você sofre com problemas de disfunção erétil ou já sentiu alguma vez problemas para ficar com o pênis duro durante a transa? Outra coisa, já tomou algum Viagra natural para tentar solucionar o problema?

Confira ótimas ideias de renda extra

by Labor 0 Comments

Olá, como você está? Hoje falaremos sobre 6 ideias ótimas sobre renda extra. Eu já tive uma experiência com renda extra e vou contar agora para vocês.

Foi o seguinte: Eu fiz um curso e nele precisei montar uma empresa e vender um produto.

Eu tive uma sócia e nós vendemos, durante cinco dias, palha italiana gourmet. Vendíamos na hora do almoço e à noite também.

E durante esses cinco dias nós tivemos um lucro de mais de R$400. Fomos nós que ganhamos o desafio? Não. Quem ganhou foi uma menina que vendeu morangos. E, pasmem, ela teve um  lucro de mais de mil reais em apenas cinco dias de vendas.

Com essa experiência eu pude notar o poder da renda extra e como ela pode acrescentar no seu orçamento. Então, vamos às ideias.

Primeira ideia: AirBnB

Você que está com um quarto vago no seu apartamento ou casa, saiba que você pode colocar ele no AirBnB e ganhar um bom dinheiro com isso. Ou você também pode alugar todo o seu apartamento ou casa ou participar do AirBnB trips, se tornando um guia turístico.

Caso essa possibilidade esteja disponível na sua cidade. Imagina, levando as pessoas e apresentando os pontos turísticos para elas e ganhando dinheiro com isso.

Dois: Hospedar animais

Você gosta de animais de estimação e tem espaço na sua casa para recebê-los? Saiba que isso pode ser uma ótima fonte de renda extra. Tem sites na Internet que já te ajudam. Por exemplo: Doghero, Pethub.

Você pode ir lá se cadastrar e se tornar um anfitrião e receber esses lindos animais na sua casa. Muita fofura.

Terceiro: Carro

Você pode alugar o seu carro para outras pessoas. Tudo por aplicativo. Você pode dar caronas, corridas compartilhadas ou utilizar o seu carro para trabalhar com ele nas horas vagas.

Como por exemplo: ser Uber. Quarta ideia: Do it Yourself, DIY.

Quarto: Vender comida

Você leva jeito na cozinha? Adora cozinhar? Gosta de fazer um docinho, coisas salgadas? Saiba que tudo isso você pode vender. Eu vejo muitas pessoas vendendo docinhos, brigadeiros palha italiana, bolo, bolos fit.

Vejo também vendendo salgadinhos, biscoitos. Enfim, tem uma variedade enorme que você pode escolher, fazer e vender. E eu adoro comer também.

Outra coisa que você pode fazer é dar aulas particulares. E você pode utilizar a Internet a seu favor. O Skype dá aula para o Brasil inteiro.

Você também pode prestar serviços a domicílio, como por exemplo: manicure, pedicure, cabeleireiro, maquiador.

Você pode customizar roupas para vender. E, lógico, pode usar a Internet a seu favor. Anunciar no Instagram, Facebook e aumentar o seu faturamento.

Pode anunciar também no Whatsapp, cria um grupo de transmissão e manda para todos os seus contatos. E uma coisa muito importante, venda o que você não usa mais, o que fica encalhado na sua casa só ocupando espaço. Com isso você pode fazer uma renda extra.

Vá naquele quartinho da bagunça e comece a procurar alguma coisa para vender. Aproveita e cria um novo espaço.

Quinta ideia: revenda de produtos. Na revenda entram as semijoias, as bijuterias que você pode comprar e revender.

Entram aqueles cosméticos que você já está acostumado a ouvir. Como: Jequiti, Avon, Natura e por aí vai. Também tem os produtos de marketing multinível, que você pode revendê-los.

Mas, presta atenção. Só entre neste mercado se for o seu perfil, o perfil de vendedor. Aquele que vai bater de porta em porta, se comunicar, tentar vender pessoalmente e pela Internet. O Curso F15D Network pode te ajudar muito nisso.

Então, fiquem bem atento a isso. Se você tem alguma fonte de renda extra, conta para a gente, comenta embaixo deste artigo porque você pode dar ideias para as outras pessoas que lerem os comentários e enriquecer o conteúdo. Vamos ajudar esse Brasil, ok?

Sexta ideia: Internet. Na Internet você consegue trabalhar respondendo pesquisas online. Ou, se você gosta de bater fotos, também pode vendê-las. Ou criar o seu info produto. Por exemplo: um ebook, um curso. Ou você pode ser um afiliado e revender o info produto de um terceiro.

Pode criar um blog, colocar o conteúdo e deixar com os anúncios. Pode criar um canal no YouTube. Pode criar um e-commerce.

Enfim, existem milhares de ideias. Se você botar na Internet vai encontrar várias. Mas, o importante é que você entenda que nada irá acontecer se você ficar parado igual uma árvore e não partir para ação.

Terá que colocar a mão na massa e começar a agir para que as coisas mudem. Então, arregaça essas mangas e vamos gerar renda extra.

Um beijo para cada um de vocês,  fiquem todos com Deus e até o próximo artigo. Tchau.

Coelba: Como emitir a segunda via da conta?

by Labor 0 Comments

A Companhia de Eletricidade do Estado da Bahia – COELBA é a maior concessionária e responsável pelo fornecimento de energia elétrica da região norte e nordeste do nosso país.

Se formos comparar a nível nacional, a Coelba é a terceira maior distribuidora em número de clientes, e a sexta quando comparado o volume de energia fornecida por suas instalações para os habitantes que estão sob a sua cobertura.

No total, ela atende cerca de 14 milhões de habitantes em uma área de abrangência de, mais ou menos, 563 mil metros quadrados.

Para ter uma ideia de sua grandeza, a Coelba está presente em 415 dos 417 municípios do estado da Bahia, atendendo cerca de 5,2 milhões de clientes, com 88% de seus clientes sendo moradores de residências.

Sua grandeza não é calculada apenas em atendimento, mas também no pioneirismo de suas ações para melhorar seu trabalho e estimular o desenvolvimento do uso de energias renováveis, valorizando a eficiência enérgica em todos os seus serviços.

Como emitir a segunda via da conta?

Se você não recebeu a sua conta por problemas nos Correios ou mesmo perdeu a conta que chegou em sua residência,  fique tranquilo.

Existem uma série de possibilidades que você pode acionar para conseguir a segunda via da sua conta, ou até mesmo pagar apenas com o número do código de barras.

Abaixo estão as principais possibilidades para você:

Pagamento através do código de barras: a Coelba disponibiliza um número de atendimento que você pode ligar 24 horas por dia para esclarecer dúvidas, informar sobre falta de energia e informar que a sua conta de luz não chegou: 0800 071 0800.

Neste caso, é possível solicitar o número do código de barras da sua conta. Com ele, é só ir ao banco ou casa lotérica, informar o número e pronto: conta paga.

A única exigência para essa possibilidade é de que você tenha uma conta antiga para ter acesso ao seu número de contrato da sua conta.

Imprimir coelba 2 via: Caso você não queira ligar para a central da Coelba e prefira resolver tudo online, temos uma outra possibilidade.

Neste caso, é realmente necessário que você tenha uma conta antiga, pois é indispensável o número do seu contrato. Ele é fácil de identificar, fica no lado direito, um pouco abaixo do valor da conta.

É um número de 10 dígitos e que, provavelmente, começará com dois zeros.

Com esse número, acesse servicos.coelba.com.br e clique em “Segunda Via de Contrato”.

Ali, será necessário colocar o número de sua conta do contrato e um número de confirmação que estará para você ver.

Depois disso, pronto, é só clicar em “autenticar” e você terá acesso a todas às suas contas antigas. Escolha a que você quer e encaminhe para imprimir, sem segredos.

Na verdade, existe, sim, um último segredo: se você quiser, não há nem necessidade de imprimir sua conta para pagar.

Através da internet, você consegue acessar o banco o qual você tem conta e pagar direto a fatura do mês que você precisa. Neste caso, obviamente, será necessário digita o número do código de barras.

Mas só as vantagens envolvidas em você não precisar sair do conforto da sua casa nem para pagar uma conta, já valerá muito a pena.

Dicas para pagar menos na conta de água

by Labor 0 Comments

Atualmente é possível adotar algumas medidas para economizar na conta de água, ajudando assim não apenas o meio ambiente, principalmente em épocas de seca, mas também ao bolso do usuário no final do mês.

Veja abaixo algumas dicas e informações importantes sobre a tarifa social sabesp, um programa da cidade de São Paulo que tem como objetivo gerar descontos para famílias de baixa renda.

Mais atenção no banheiro

Sempre tome banhos mais rápidos, preferencialmente se ensaboando com o chuveiro desligado. Utilize um balde embaixo do chuveiro para poder reutilizar a água para lavar calçadas, quintal ou para dar a descarga.

Adote uma descarga com caixa acoplada ao vaso sanitário, esse modelo, utiliza apenas seis litros de água por descarga.

Feche a torneira ao escovar os dentes.

Evite torneiras pingando. O pinga-pinga de uma única torneira durante um mês, equivale ao gasto de quase 2000 litros.

Para resolver esse tipo de situação, o mais indicado é buscar um profissional que saiba como reparar o defeito, apertar o registro com mais força irá resolver o problema por pouco tempo, mas não irá demorar para causar desgaste na arruela e agravar o vazamento.

Mais atenção ao lavar coisas

Ao lavar a louça, sempre feche a torneira na hora de ensaboar os utensílios. Além disso, o uso do arejador nas torneiras pode gerar uma economia de até 80% da água utilizada.

Só utilize a máquina de lavar quando ela estiver no máximo definido pelo fabricante. Cada máquina de lavar gasta em média 135 litros de água por lavagem.

Reutilize a água da máquina de lavar para lavar a calçada ou o quintal.

Nunca use a mangueira para lavar o quintal ou calçada e varrer a sujeira. Uma mangueira ligada por apenas 15 minutos chega a gastar até 280 litros de água.

Ao lavar frutas, verduras e legumes, encha uma panela ou tigela com água, evite a água corrente. Após isso, é possível utilizar a água para lavar o chão ou usar na descarga do banheiro.

Utilize a vassoura e para uma limpeza mais pesada, utilize água da chuva, reaproveite a água da máquina de lavar ou encha baldes.

Evite lavar seu veículo em épocas de seca, se não for possível, limpe o veículo usando um balde e pano ao invés de uma mangueira.

Ao regar as plantas, procure usar a mangueira com esguicho ou o regador. Lembrando que no inverno pode-se regar as plantas dia sim, dia não.

Tarifa social sabesp

A tarifa social é um benefício concedido pela sabesp para famílias de baixa renda e que são moradores da cidade de São Paulo.

O benefício gera desconto no valor da fatura para famílias que seguem os seguintes requisitos:

  • Possuir renda de até 3 salários mínimos por família;
  • Morar em habitação “subnormal” – que não possua condições normais de segurança, salubridade, dimensão e durabilidade, situação avaliada e liberada pela Prefeitura da cidade de São Paulo;
  • O local deve possuir até 60m²;

Caso o consumidor esteja desempregado, ele precisará provar que seu último salário foi de menos de 3 salários mínimos, e terá o benefício liberado por 12 meses não podendo estender esse tempo.

Como funciona o parcelamento de passagem aérea para voo internacional

by Labor 0 Comments

123 milhas e confiavelMuitas pessoas têm uma viagem internacional dos sonhos para realizar, mas a verdade é que o preço das passagens deixa muita gente assustada.

A preocupação fica ainda maior quando os viajantes se dão conta de que se trata apenas do valor de ida. Todavia, será que isso é motivo para deixar de viajar?

Veja agora uma das soluções mais populares de quem quer sair do país, mas sem pagar à vista.

Dá para parcelar as passagens aéreas?

Sim, quase todas as companhias aéreas permitem parcelamento, mas via cartão de crédito. Isso quer dizer que pessoas que não têm esse tipo de cartão só podem pagar à vista ou no cartão de débito.

Outro detalhe é que há bandeiras que não são aceitas: no site da companhia aérea estarão as ilustrações de todas que se pode usar para pagamento.

Sem cartão de crédito, não há nenhuma chance de parcelamento?

Sim, mas apenas se o viajante procurar uma agência de turismo e que tenha unidades físicas. Agências como a Decolar.com, que só funcionam virtualmente, também limitam os parcelamentos ao cartão de crédito.

Um exemplo de agência de turismo com a qual se pode parcelar em boletos é a CVC: ela faz um contrato e o cliente pode pagar uma parte com o cartão e dividir o restante em boletos.

É indicado parcelar as passagens aéreas internacionais?

Algumas coisas precisam ser avaliadas antes de decidir parcelar a passagem aérea. Para começar, é preciso parcelar, normalmente, o valor de ida e volta, o que não costuma ficar por menos de R$ 3.000,00 para um passageiro.

Quanto mais longe for o país de destino, mais cara tende a ser a passagem aérea e o cartão de crédito tem diversos encargos.

Dessa maneira, vale a pena parcelar com ele se for uma emergência ou se apenas uma pessoa vai viajar, pois as faturas ficarão altas por um tempo.

Caso de trate de uma viagem de lazer, o melhor é guardar dinheiro vivo e usá-lo para “abater” o valor da passagem aérea internacional. Com isso, o parcelamento será menor, assim como os encargos.

Como é o perfil de parcelamento nas principais companhias aéreas?

As companhias podem aceitar cartões diferentes e permitir número máximo de parcelas diferentes também.

No caso da Azul Linhas Aéreas, por exemplo, as bandeiras aceitas são:

  • Mastercard;
  • Dinners Club;
  • Visa;
  • American Express;
  • Hipercard

Todas elas possibilitam até dez parcelas sem juros.

Na Latam, as mesmas bandeiras são aceitas, mas apenas em quatro parcelas sem juros.

Na Avianca, a Dinners Club não é aceita; dentre as outras, o parcelamento é em até dez vezes.

Na Gol, todas as bandeiras listadas para a Azul são permitidas e adiciona-se a Elo, sendo possível optar por até seis parcelas sem juros.

Os sites especializados em pacotes de viagem costumam aceitar mais tipos de cartões, contudo, é recomendável consultar antes de fazer a compra.

O 123 milhas é confiavel, que é um dos mais famosos, aceita:

  • Diners;
  • Hipercard;
  • American Express;
  • Elo;
  • Visa;
  • MasterCard

Todos os cartões autorizam dez parcelas sem juros.

Como viajar para mais de 80 países

by Labor 0 Comments

Opa! E no texto de hoje eu quero tratar de um tema que muita gente me pergunta, que é como eu consigo viajar tanto. Mais precisamente, como eu consegui viajar para mais de 80 países.

Caso você queira saber, caso você tenha interesse em viagens eu recomendo que você leia esse meu texto até o final.

Para explicar como eu consegui viajar tanto e mostrar que não é apenas um fator, não é apenas tempo, não é apenas dinheiro, não é apenas planejamento, enfim, existem uma série de fatores.

Como economizar para viajar mais

Existem vários locais onde você pode economizar na sua viagem. Pode ser procurando promoções de passagens aéreas, pode ser procurando hotéis baratos ou pode ser de outras formas.

Conheça abaixo os 3 melhores sites para economizar no planejamento da sua próxima viagem:

Passos para viajar mais

Para mostrar como eu consegui viajar por mais de 80 países (inclusive, exatamente agora eu estou escrevendo esse texto na Costa Rica, meu país no 84), eu vou dividir esse artigo em 5 passos.

Na verdade vão ser em 5 Ps. Cada P vai explicar uma etapa. Então vamos dar uma olhada a partir de agora nos 5 passos, nos 5 Ps que você precisa seguir ou que, pelo menos, eu segui para conseguir viajar por mais de 80 países.

O primeiro P é paixão

Desde que eu fiz a minha primeira viagem internacional lá em 2007 ainda, quando eu tinha 24 anos, eu simplesmente me apaixonei pela ideia de você conhecer uma cultura nova, você conhecer um lugar novo, você conhecer uma culinária diferente, você conhecer uma língua diferente.

Na minha primeira viagem internacional, lá em 2007, eu fui para Buenos Aires, para a Argentina, para muita gente é o primeiro destino. Principalmente para o pessoal que mora no sul, muitas vezes o primeiro destino que conhece é Montevidéu, Buenos Aires ou Estados Unidos.

No meu caso foi Buenos Aires e desde então eu me apaixonei completamente por viagens, por viajar, por fazer viagens para fora do país para conhecer outras culturas. Então, é muito importante que você tenha essa paixão por viagens.

Porque eu conheço pessoas que têm condiçõe0s financeiras pra fazer, mas simplesmente não acham tão legal viajar e simplesmente não viajam.

E poderiam estar viajando bastante, teriam disponibilidade de tempo, mas não viajam. Acho que um dos passos mais importantes é você ser apaixonado por isso, você ser apaixonado por viagens. Esse é o primeiro dos Ps.

Parceria

Chegamos ao segundo P que é parceria. No final de 2009 eu comecei a namorar com a Raquel, que é a minha esposa. E acho que dois meses depois da gente ter começado a namorar, apenas dois meses, a gente já marcou a nossa primeira viagem internacional juntos.

Nessa viagem eu fui novamente para a Argentina, porque ela não conhecia, e fomos também para o Chile. E desde então a Raquel é a minha parceira de viagens.

Na verdade, talvez ela seja até mais apaixonada por viagens do que eu. Sem dúvida, se eu não tivesse uma parceira
ou um parceiro que gostasse tanto de viagens, dificilmente eu teria viajado tanto quanto eu viajei.

Talvez seja o seu caso, você esteja dentro de uma relação que você ama viajar, e o seu cônjuge, seu namorado, sua namorada não curtem tanto. E por conta disso você termina viajando muito menos.

Porque enquanto você está priorizando a sua grana para viajar, a outra pessoa está priorizando para, sei lá, trocar de carro, ou gasta tudo o que ganha. Enfim, tem prioridades diferentes.

Então é muito importante que você encontre essa parceria ideal. É muito importante que você tenha no seu parceiro alguém que também curta viajar muito. Só assim você vai conseguir viajar tanto.

Obviamente que vão existir outros fatores, mas é muito importante que você seja apaixonado por viagens e que você tenha uma parceria que também curta fazer essas viagens tanto quanto você.

Prioridades

E a gente chega ao terceiro P que é prioridade. Isso também é essencial. Para você conseguir viajar tanto você precisa priorizar isso. Então, muitas vezes você vai ter que balancear aquilo que a gente chama de custo de oportunidade.

O que é que você precisa abrir mão para ter as suas viagens? Durante muito tempo eu abri mão de gastar meu dinheiro com muitas coisas.

Abri mão de trocar meu carro para poder estar viajando, abri mão de comprar um apartamento maior para poder estar viajando, eu abri mão de sair muito mais ou de comprar coisas que eu achava legais para poder estar viajando.

Eu abri mão, inclusive, até de ter filhos. Eu podia ter tido filho muito mais jovem, mas eu queria viajar. Eu sabia que se eu tivesse um filho, durante um tempo eu ia ter que ficar sem viajar. Então, a questão de você viajar não é apenas também você só ser apaixonado, você ter uma parceira, você ter grana.

Você também precisa priorizar isso e obviamente lidar muito bem com as coisas com as quais você está abrindo mão. É o que eu estava tentando explicar: não basta você ter um parceiro que curta viajar também, ele tem que estar alinhado com as tuas expectativas.

Porque se para ele é muito mais doloroso abrir mão de certas coisas para poder continuar viajando, talvez isso não  seja legal. É melhor balancear, pesar os prós e os contras.

Porque senão isso vai terminar estourando em algum momento. É importante que você e o seu parceiro (ou caso você tope viajar sozinho não tem problema nenhum, é muito legal e tem muita gente que faz isso também) priorizem a viagem.

Muita gente relata, fala pra mim que está viajando pra caramba e fala: “Não, eu vendi o meu carro e agora só ando de Uber, não gasto quase nada, quase não saio para comer, só saio com os meus amigos e faço programas mais baratos. Porque o que eu curto mesmo é viajar, então não quero saber de comprar apartamento agora, não quero saber de trocar de carro, eu quero saber de viajar.”

Então é isso, a viagem também precisa ser uma prioridade para você.

Planejamento

Chegamos ao quarto P que é planejamento. O planejamento é essencial, não basta você priorizar, você precisa se planejar para viajar. Ou, no meu caso, o planejamento foi ainda mais extremo, porque eu me planejei para ter um estilo de vida totalmente voltado para a liberdade, para eu ter liberdade de escolha.

Para viajar por mais de 80 países não basta ter planejamento, não basta ter prioridade, não basta ter paixão, não basta ter parceria, não basta ter grana, não basta ter tempo.

Você precisa também ter todo esse planejamento e ter toda essa liberdade de escolha para você poder focar em viajar mais, em passar mais tempo viajando, em conseguir passar mais do que aqueles 30 dias que as férias comumente dá para você.

Então eu me planejei primeiro para em 2013 largar o meu emprego, desde que eu conheci a Raquel, desde 2009 até 2013 foi um planejamento para focar no meu negócio, para tocar o meu negócio em paralelo, fazer com que ele desse
certo para eu poder largar o meu emprego.

Eu largando o meu emprego, teria muito mais liberdade. Isso não queria dizer que eu ia trabalhar menos, mas que eu ia ter mais liberdade. Então, eu poderia trabalhar em qualquer lugar do mundo. Essa foi a primeira decisão.

Em novembro de 2013 eu consegui largar o meu emprego, um cargo público que eu tinha, o meu concurso, e desde então eu passei a trabalhar por conta própria, única e exclusivamente tocando os meus projetos de educação financeira. Esse foi o primeiro planejamento.

E aí entrou um segundo planejamento, foi de novembro de 2013 até novembro de 2014 eu tinha que fazer valer aquele meu tempo extra para poder ter resultados muitos maiores no meu negócio.

Porque de nada adiantaria eu largar o meu emprego e continuar tendo os mesmos resultados. Eu tinha que utilizar aquele meu tempo livre e se eu utilizasse ele focado ele teria que se reverter para mim em resultados financeiros.

Durante doze meses, de novembro de 2013 a novembro de 2014, eu foquei 100% no meu negócio. Eu fiz um planejamento para utilizar aquele tempo livre, ter resultados muito maiores e, aí sim, baseado nos meus projetos que
estavam totalmente organizados, com resultados financeiros muito melhores, aí sim eu poderia utilizar aquela liberdade de tempo, aquela liberdade até de mais dinheiro, liberdade de escolha, para viajar muito mais.

Tanto é que foi de novembro de 2014, que foi quando terminou esses doze meses, até maio de 2015, eu passei 6 meses viajando ininterruptamente.

Eu fui para a Europa, fui para o sudeste asiático, passei um tempo morando na Tailândia, conheci vários países do sudeste asiático. Então eu me planejei muito para isso.

E você precisa se planejar se você quiser viajar. Por mais que seja uma viagem menor, uma viagem menor, se for para passar pouco tempo, muito tempo, vai depender do que você quer de fato.

Mas, independente do que você queira, você vai precisar se planejar, colocar em ação aquele plano, ter os resultados e aí sim, como consequência, você vai aproveitar os resultados que você obtiver.

Patrimônio

E chegamos obviamente ao quinto P que é patrimônio. De nada adiantaria eu ter feito tudo isso se eu não tivesse ao longo desse tempo acumulado patrimônio, feito o meu patrimônio crescer, aumentado substancialmente minha renda, controlado os meus gastos, investido o meu dinheiro.

Porque é isso que me dá segurança, é isso que me dá tranquilidade para continuar viajando, para poder tocar os meus negócios independente de onde eu estiver. Eu precisava ter esse foco no meu patrimônio.

Na verdade, desde que eu comecei a minha vida financeira, quando eu recebi o meu primeiro salário, eu já tinha intrinsecamente um pouco que eu aprendi com meus pais, algumas habilidades para poder poupar dinheiro.

Ao longo da minha vida eu fui primeiro reforçando essas habilidades de poupar dinheiro, depois eu foquei em aprender a investir. Eu aprendi a investir em renda fixa, em renda variável. Me considero uma pessoa de fato especialista nessas áreas.

E só depois, e talvez até tenha sido um erro de inversão de valores, é que eu foquei no meu aumento de renda. Eu sabia poupar, sabia investir e só depois eu aprendi a como aumentar a minha renda.

E quando eu aprendi a aumentar a minha renda substancialmente através dos meus negócios…que fique bem claro, a imensa parte da renda que eu tenho não vem dos meus investimentos, da minha habilidade de poupar. Ela vem dos meus negócios.

Então, o teu principal foco tem que ser no teu trabalho, qualquer que seja ele. Se você não está satisfeito com seu trabalho, com a sua renda, se programe para mudar, se programe para tocar um novo projeto, para trocar de emprego, para poder fazer um concurso, o que quer que seja.

Algo que vai te colocar em direção da renda que você tanto deseja e que você merece (você tem que fazer por onde, obviamente). E foi isso que eu fiz.

Eu priorizei meu trabalho durante bastante tempo, consegui fazer com que isso aumentasse a minha renda, tivesse um patrimônio que me deixa totalmente confortável, que me dá total liberdade financeira.

É claro, que para viajar tanto, por tanto tempo, para tantos lugares, é óbvio que você precisa ter dinheiro para isso. Não é uma questão de: “Ahh, não, eu fico só em albergue, viajando baratinho, andando de ônibus para cá e para lá, pedindo carona.” Não, não é assim.

Nunca foram assim as minhas viagens. Quando eu não tinha condições financeiras de fazer tantas, eu fazia viagens mais curtas, ficava em lugares mais baratos. E à medida em que a minha situação financeira foi melhorando eu fui fazendo coisas melhores.

Ainda hoje eu não sou de ostentar, de ficar em mega hotéis nem nada, porque eu não priorizo tanto a hospedagem em si. Eu gosto da experiência, eu gosto da viagem, eu gosto de comer em bons lugares. Isso vai depender da prioridade de cada um.

Mas é claro que eu tive que focar no meu aumento de renda e você vai precisar. Se você quiser viajar muito, você vai precisar ter muito dinheiro. Viajar não é barato.

Obviamente que existem diferenças de valores, tem pessoas que conseguem viajar com um valor, tem pessoas que conseguem viajar com outro. Umas ficam em albergue e outras ficam em hotéis 5 estrelas.

E, obviamente, isso vai depender do que é prioridade para você, ficar em um baita de um hotel ou conhecer muito mais, viajar muito mais, passar muito mais tempo viajando.

Então você precisa entender claramente qual é a tua paixão. Viajar é realmente uma paixão para você? Porque às vezes você fica vendo aquelas fotos daquelas pessoas viajando, ou eu mesmo viajando, e pensa “eu queria ter essa vida”.

Será que você queria? Você realmente é apaixonado por isso? Você tem alguém que toparia fazer isso com você? Você prioriza de fato as viagens, ou você adora ficar vendo as pessoas viajando, mas troca de carro todo ano, está pensando em trocar o seu apartamento, você sai toda semana, você gasta dinheiro com um monte de besteiras,
compra roupa pra caramba?

Será que viagem é realmente uma prioridade para você? E se for, será que você faz um planejamento? Desde agora, você já tem os planejamentos para as suas viagens dos próximos 12 meses? Ou pelos próximos 5 anos, como eu cheguei a fazer em 2014?

Lá em 2014, no começo do ano eu sentei e junto com a Raquel, junto com a minha esposa, a gente fez todo o planejamento do que a gente queria fazer pelos próximos 5 anos e a gente seguiu ele praticamente à risca. Será que você planeja dessa forma?

E o mais importante: você está cuidando do seu patrimônio? Você está cuidando do seu aumento de renda? Mais do que o seu aumento de renda, porque independente de quanto você ganha, você gasta tudo o que ganha? Ou você tem uma habilidade de poupar também?

Você consegue poupar boa parte do que você ganha para poder focar nesses objetivos? Você investe essa diferença com qualidade?

Essas são perguntas que você precisa responder se você quiser, de fato, também viajar tanto, fazer viagens longas, independente de valores, mas viagens que você consiga passar muito mais tempo, que você consiga visitar muito mais países.

Eu adotei… a viagem faz parte do meu estilo de vida. Essa liberdade de escolha, essa liberdade de fato, liberdade de estilo de vida.

Espero que esse artigo tenha sido capaz de demonstrar que você também pode ter uma qualidade de vida melhor e viajar mais!

Você precisa de medicamentos para disfunção erétil?

by Labor 1 Comment

Você viu esses anúncios sobre drogas com disfunção erétil na TV e on-line – até o ex-técnico do Bears, Mike Ditka, grita para você “voltar ao jogo” em um comercial da Levitra.

Problemas de ereção são muito comuns, mesmo em caras que não são tão velhos quanto o famoso ator de drogas do Viagra, o ex-senador Bob Dole. Sete por cento dos homens entre 18 e 29 anos e 9% dos jovens entre 30 e 39 anos não conseguem atingir o orgasmo, segundo um estudo do Journal of American Medical Association. Mas é uma pílula a resposta para você? Xtrasize suplemento sexual sim.

Como funcionam as drogas de disfunção erétil?

A classe de medicamentos a que pertencem Levitra, Viagra, Stendra e Cialis são chamados de inibidores da PDE5. Eles trabalham relaxando os vasos sanguíneos, permitindo que mais sangue passe para o pênis e cause uma ereção, diz Gregory Bales, MD, professor associado de urologia da Universidade de Chicago.

As pequenas pílulas fazem o truque para mais de dois terços dos homens com disfunção erétil (DE). Eles também trabalham para os caras que simplesmente precisam deles por um curto período de tempo para obter sua “confiança de volta”, diz Michael Eisenberg, MD, diretor de medicina reprodutiva masculina e cirurgia da Universidade de Stanford.

(Para determinar se você tem DE – e instruções passo a passo sobre como consertá-lo com ou sem remédios – veja o Guia de Saúde Masculina para a Disfunção Erétil).

Drogas ED também reduzem o período de recuperação entre episódios de sexo, o que pode ser útil para os 40 por cento dos homens que sofrem de ejaculação precoce e vêm em 1 a 2 minutos, diz Harry Fisch, MD, professor clínico de urologia e medicina reprodutiva na Weill Faculdade Médica Cornell / Hospital Presbiteriano de Nova York e autor de Size Matters.

“Mesmo que seja prematuro [pela segunda vez], pelo menos, são mais 2 minutos. Você pode ter mais ereções mais fortes se consumir o Power Blue após o jantar.”

E os caras que tomam o Cialis de longa duração, particularmente se receberem a dose diária, podem tê-los com mais espontaneidade, diz o Dr. Fisch. “Você não precisa tomar uma pílula duas horas antes de fazer sexo.”

Com certeza se você está lendo esse texto é porque também está enfrentando esse tipo de problema e se perguntando se existe algum medicamento que seja capaz de fazer seu pênis endurecer de novo. Você também deve estar se perguntando se existe alguma forma de segurar um pouco mais sua ejaculação, certo?

A resposta é boa e direta: sim, no Brasil existem diversos medicamentos capazes de deixar você com o pênis ereto por mais tempo. São suplementos sexuais naturais como Xtrasize. Você pode tomá-los sem medo de efeitos colaterais. A única coisa que vai sentir é o seu pênis mais duro e conseguir segurar mais o gozo.

Será que não vale a pena você experimentar? Ele pode ser encontrado no site oficial do Xtrasize. Somente pelo site é possível você garantir o recebimento do produto original. Se você experimentar nos conte aqui.